O Segredo Além do Jardim: o filho de Alice nos País das Maravilhas com A Divina Comédia.

sem-titulo

A verdade é, eu nunca gostei de terror. Sejam os sustos do momento ou a sensação de que tem mais alguém com você de noite no seu quarto, nada me agradava. Então até mesmo um desenho animado produzido pelo Cartoon Network me deixou meio receoso.

Eu comecei O Segredo Além do Jardim (do inglês Over the Garden Wall) com, um, senão dois, pés pra trás. Ok, era só um desenho, mas era um desenho com uma atmosfera tão pesada que era digno do Tim Burton. Porém, para minha alegria e surpresa, o desenho superou todas as minhas expectativas (e meu medo).

O Segredo Além do Jardim, criado por Patrick McHale, um dos escritores de Hora de Aventura, conta a história de dois irmãos, Wirt e Greg, que param numa floresta chamada O Desconhecido (do inglês The Unknown) e procuram uma forma de voltar para casa. Eles são guiados por Beatrice, uma Blue Bird.

pave1

Os personagens são icônicos. Wirt é o irmão mais velho dos dois. Nos primeiros segundos de fala, é possível perceber sua preocupação constante em voltar pra casa são e salvo. Durante boa parte do desenho ele se mostra covarde e inseguro. Greg é o mais novo. Ingênuo, brincalhão e alegre, ele consegue manter a atmosfera do desenho leve, mas sendo mais do que só o alívio cômico. E por último temos Beatrice, com um passado secreto,   (tudo isso enquanto um pássaro). Temos ainda vários personagens secundários com ótimas personalidades, como Quincy Endiott, Lorna, o Salteador e, claro, a Besta.

Apesar de curto, o desenho consegue construir seus personagens de uma forma incrível. Wirt consegue se transformar num personagem valente e capaz de tomar suas próprias decisões; Greg, apesar de continuar sendo infantil e brincalhão, não é ingênuo; enquanto Beatrice mostra seus outros lados.

pave2

A arte do desenho é simplesmente fantástica, abusando do marrom, laranja e preto, produzindo um clima de outono de deixar lágrimas nos olhos. As cores se encaixam muito bem com todo o período do desenho, que se passa no mês de outubro dos Estados Unidos e também dando um ar da Era Vitoriana. Nos episódios finais nós temos momentos invernais, onde os desenhistas tornam até um cenário cinza e escuro lindo.

Junto com uma arte impecável temos uma animação fluida e incrível. Uma das cenas mais conhecidas da série é a canção do Salteador de Estradas (Highwayman, em inglês), do episódio 4, que apresenta uma sequência de movimentos incríveis. Nesse departamento temos ainda a morte de Adelaide do episódio 6, a perseguição de Lorna no episódio 7 e o confronto com a Besta no episódio 10.

tumblr_np3b1eho5q1uwlylyo5_400

Gif de Lorna, uma das personagens secundárias (créditos a sixcastles)

A parte musical do desenho também é impecável. Desde a música de abertura até os momentos finais, as músicas dão um toque maravilhoso à série. É impossível não sentir a tristeza da Srta. Langtree ao cantar sobre o homem que a deixou (mesmo depois de três dias juntos…), se animar com Potatoes and Molasses e cantarolar Into the Unknown mesmo meses depois de terminar de assistir.

E por fim, temos a história. Como já foi dito, o tema central é simples: nós temos os dois irmãos atravessando o Desconhecido com o objetivo de voltar para sua casa. Através dos 10 episódios os dois irmãos enfrentam um cachorro possuído, fantasmas e a Besta, o grande vilão da história, que transforma almas sem vontade de viver em árvores de óleo para manter a chama acessa. Porém, apesar de curto, o desenho consegue fechar todas as tramas de uma maneira simples e bela, deixando um gosto de quero mais sem exagerar.

Além disso tudo, é uma ótima história para se reassistir: existem diversos pequenos detalhes inseridos na história que fazem com que a segunda (ou terceira, quarta, quinta…) vez seja ainda melhor. Existem vários foreshadows (termo em inglês usado quando coisas que acontecerão na trama são reveladas ocasionalmente, sem que a audiência perceba) durante todos os episódios, inclusive na canção de abertura.

No fim do dia, O Segredo Além do Jardim é uma história maravilhosa, com todos os elementos necessários para algo que vai durar para sempre. E isso é um fato de pedra.

 

Paulo/ Corvo

meus textos | twitter | tumblr

Finge que estuda elétrica e tem menos atenção do que palavras nessa bio. Não sabe gostar de coisas casualmente e é viciado em trilha sonora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s