Hoje é o Dia dos Quadrinhos Nacionais: então vem ler!

Se você segue a gente no twitter e no instagram, já sabe: hoje é dia do quadrinho nacional! Quem nunca leu um gibi da Turma da Mônica que atire a primeira pedra. A turminha do Maurício de Sousa acompanha os brasileiros há mais de cinquenta anos, e muita gente aprendeu a ler justamente com essas histórias. Pro pessoal que curtia desenhar, então, a ideia de trabalhar nos estúdios do cartunista era um sonho.

dia-do-quadrinho-nacional

Mas não é só de coelhadas e vestidos vermelhos que a gente vive, então que tal descobrir (e apoiar) novos artistas? No post de hoje, apresentamos uma lista com histórias em quadrinhos dos mais variados estilos e gêneros e umas dicas extras pra você que quer entrar nesse mundo ou só quer mesmo conhecer histórias novas!

Vamos começar, claro, com as meninas que vamos ler no nosso #desafiopave (Não conhece ainda? Então clica no link e vai dar uma olhada nos nossos temas e sugestões! Essa semana mesmo entra o primeiro post do desafio, fica de olho!). Infelizmente, nem todas as nossas sugestões são de artistas brasileiras, mas estamos animadas para ler nossas conterrâneas! Além delas, o site Lady’s Comics tem também uma lista com os nomes das quadrinistas brasileiras, o BAMQ, muito legal! Vale a pena dar uma conferida aqui.

  • Além dos Trilhos (Mika Takahashi): Seguindo os trilhos de um trem, um coelho foge do vazio do cotidiano, à procura da peça que lhe falta.
  • Arquipélago (Laura Athayde): Uma história esquisita onde o ponto de vista é passado de maneira contagiosa, personagem para personagem, sem que se faça muita ideia de para onde se está indo. Uma história de pequenas reflexões sobre o morrer e o estar vivo, onde círculos se fecham e se abrem e nenhuma lição é aprendida.
  • Black Silence (Mary Cagnin): No futuro a Terra está com os dias contados. Uma equipe de astronautas é convocada para fazer reconhecimento de um planeta que pode ser a única chance de sobrevivência dos seres humanos. Mas eles vão sobreviver a esta viagem aos confins do universo?
  • Cerulean (Catharina Baltar): Cerulean conta a história de uma curiosa sereia de cabelos azuis cerúleo e seu pequeno amigo cor de rosa, Ollie. Eles vivem tranquilamente no fundo do mar, até que um dia Cerulean encontra um objeto misterioso e brilhante em uma caverna: um celular! Cada vez mais encantada com a tecnologia humana, Cerulean precisa aprender a lidar com dois mundos completamente diferentes.
  • As Empoderadas (Germana Vieira): Um estranho fenômeno solar une três diferentes mulheres que descobrem ter ganhado superpoderes. E elas logo perceberão que podem usar esses poderes para combater o mal.
  • Gata Garota (Fefê Torquato): Gigi é uma garota que passa metade do seu tempo dormindo, a outra metade comendo e o dia inteiro entediada. Por que alguém se interessaria pela sua vida? Porque Gigi é metade gato.
  • Maria Lua & Cia: Aventura das Estrelas (Ju Loyola)
  • Quadrinhos A2 (Cristina Eiko e Paulo Crumbim): Uma compilação de histórias em quadrinhos autobiográficas publicadas no site quadrinhosa2.com.

E já que começamos o post falando de Turma da Mônica, nada mais justo do que mencionar o selo Graphic MSP. A partir dos personagens que todo mundo já conhece e ama, artistas brasileiros consagrados escrevem e ilustram suas próprias histórias, resultando em obras delicadíssimas, que conseguem atingir um público ainda maior. A coleção já tem quatorze números e é protagonizada por Astronauta, Mônica, Cascão, Ceboli e Magali, Chico Bento e Zé Lelé, Piteco, Bidu, Penadinho e sua turma, a Turma da Mata, o Louco e Papa-Capim. Além deles, esse ano e ano que vem também saem alguns novos números:

  • Chico Bento (Orlandeli)
  • Turma da Mônica 3 (Vitor e Lu Caffagi)
  • Capitão Feio (Marcelo e Magno Costa)
  • Jeremias (Rafael Calça e Jefferson Costa)

Agora sim, a lista de quadrinhos brasileiros:

  • Có & Birds (Gustavo Duarte): Um sítio é atacado por alienígenas. Dois pássaros recebem uma visita da morte. Entre guinchos, penas e sangue, o fim do mundo nos aguarda com um belo sorriso no rosto, sujo de barro e molhado de gasolina.
  • Daytripper (Fábio Moon e Gabriel Bá): Quais são os dias mais importantes da sua vida? Conheça Brás de Oliva Domingos. Milagroso filho de um mundialmente famoso escritor brasileiro, Brás passa os dias escrevendo obituários e as noites sonhando em se tornar um autor de sucesso – ele escreve o fim da história de outras pessoas enquanto a sua própria mal começou. Mas, no dia que sua vida começar, ele será capaz de perceber?
  • Dora (Bianca Pinheiro): Dora conta a história de uma mãe que tem uma filha… estranha. Perigosa, até. Diante de um detetive da polícia, ela vai contar, desde o começo, como foi viver com uma filha diferente. Tem resenha de Dora aqui no blog!
  • Esquadrão Amazônia (Alan Yango, Joe Bennet, Allan Patrick e Márcio Loerzer): Uma gigantesca bionave ingressa na atmosfera terrestre, dirigindo-se à Amazônia brasileira. O herói conhecido como Maximus toma a frente para combater os colossais seres que saem de dentro da nau alienígena, mas cai diante da força deles. Com a derrota do herói, outros indivíduos, dotados de poderes extraordinários e que vivem no anonimato, decidem se revelar, unindo forças para deter a ameaça que ronda o planeta. Surge então o Esquadrão Amazônia.
  • Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço (Germana Viana): Elas são piratas. Elas navegam pelo espaço. Precisa explicar mais? Tem resenha de Lizzie Bordello aqui no blog!
  • Mayara e Annabelle (Pablo Casado e Talles Rodrigues): A vida que Mayara conhecia acaba de ir para o brejo. Mas graças ao seu mentor, Salgado, acabou transferida para a Secretaria do Ceará. Annabelle também não está nada feliz com a novidade. Assessora Técnica em Magia e única funcionária da SECAFC CE além do próprio Secretário, tudo o que ela queria era um estagiário para preencher os relatórios de seus feitos — que nem são lá grandes coisas. O atrito inevitável que surge quando elas se conhecem, no entanto, deverá ser colocado de lado quando uma ameaça não vista há quase vinte anos emerge em Fortaleza sem explicação aparente. E para vencê-la, Mayara e Annabelle precisarão trabalhar juntas, ainda que formem uma dupla pouco provável.
  • Nocturne (Fred Cassar): Você já ouviu a expressão “a música pode salvar o mundo”? Ou até mesmo já usou as ondas sonoras para dar um jeito naquele dia/momento que parecia perdido? Então, imagine um grupo de jovens e talentosos músicos que, através da música, poderão lutar contra o ruído do mal que infesta sua cidade. Nocturne é uma webcomic e pode ser lida aqui!
  • Pétalas (Gustavo Borges e Cris Peter): Durante um rigoroso inverno surge um estranho que irá mudar a vida de uma família de raposas.
  • Que Deus te Abandone (André Diniz): Uma HQ diferente de tudo o que você já viu: a metáfora sobre uma tempestade que permite ao leitor entender a narrativa por conta própria, conforme sua interpretação pessoal.
  • Quimera (Cris Peter, Dika Araújo e Ariane Rauber): Anna e Nicole, duas jovens mulheres, têm vidas completamente diferentes. Um assalto faz com que o destino das duas se una de uma maneira completamente surreal. Tem resenha de Quimera aqui no blog!
  • Quiral (Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho): Quiral contam histórias paralelas de uma menina e um capitão, que mesmo separados por décadas, compartilham a angústia de tentar ir contra o papel e as expectativas que a sociedade coloca para eles.
  • Ye (Guilherme Petreca): Piratas, bruxas, malandros e monstros: o menino Ye enfrenta os grandes perigos do mundo em sua jornada de autodescoberta. Este novo livro de Guilherme Petreca, uma das principais revelações da nova narrativa fantástica brasileira, é uma história de aventura e magia para adultos e crianças.

É claro, essa lista pode ir longe. O que você vê aqui são histórias que eu li ou quero ler e recomendo muito, além de indicações de amigas e amigos. Evitei repetir quadrinistas, mas é só procurar o nome deles que você encontra mais trabalhos incríveis. E é uma boa forma de começar, não é mesmo? Agora, se você quer descobrir ainda mais artistas brasileiros, vem comigo: Vou te apresentar o Catarse e o Social Comics.

O Catarse é um site de crowdfunding e financiamento coletivo brasileiro, ou seja, é a boa e velha vaquinha, só que na internet! Lá, você pode procurar projetos interessantes ou até mesmo iniciar o seu próprio. Volta e meia, você pode encontrar quadrinhos lá também. Além dos Trilhos, Black SilenceCerulean e Esquadrão Amazônia foram todos feitos lá e deram super certo. Para conferir os projetos em andamento, dá uma olhada nesse link!

Já o Social Comics é como uma Netflix de quadrinhos. Por R$19,90 ao mês, você tem acesso a todo o conteúdo do site, além de poder ler as histórias em qualquer lugar graças ao aplicativo deles! O Social Comics tem vários parceiros e você vai encontrar desde grandes editoras até o selo Pagu Comics, um projeto para lançar quadrinhos produzidos por mulheres em parceria com a Editora Cândido e dar mais visibilidade às artistas. Algumas das histórias, você só encontra lá.

Pra terminar, uma dica pra você que gosta de organização e colecionar gibis e hqs: O site Guia dos Quadrinhos tem um banco de dados gigante com todas as edições já publicadas no país! Se você quer organizar sua coleção, é só criar uma conta no site (de graça) e começar sua lista. É bem fácil adicionar vários gibis de uma só vez ou colocar um por um e detalhar o estado do seu gibi, quando o adquiriu, o valor que pagou, etc. Você ainda pode contribuir com capas, detalhes da edição e conversar com outros colecionadores. Dá pra tirar uma tarde para organizar seus gibis e cadastrar sua coleção – Eu mesma fiz isso no final do ano passado e fiquei muito feliz com o resultado! Se você quiser checar a minha lista, dá uma olhada aqui.

Independente do que você escolheu ler, uma coisa é certa: Você vai se divertir horrores. A produção brasileira de quadrinhos já é fantástica, diversificada e só tem a crescer. Então que tal curtir esse dia e apoiar os seus quadrinistas favoritos? Leia, compartilha, enalteça, faça o seu serviço. A gente (e os artistas) agradece (:

Emily
meus textos | twitter | instagramEstudante de Letras em São Paulo. Ama monstros e cachorros e, principalmente, lobisomens. Puxa o erre, adora parênteses e quase nunca usa o plural direito.

Um comentário sobre “Hoje é o Dia dos Quadrinhos Nacionais: então vem ler!

  1. Pingback: A delicadeza de Pétalas e Além dos Trilhos | Pavê

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s