Pavê de Vó: ALIAS – Codinome Perigo

Sábado é dia de Pavê de Vó e hoje a gente vai relembrar uma série de 2001, mas que, infelizmente não é tão conhecida. A rainha injustiçada das séries de espionagem, a criadora das melhores reviravoltas da televisão: pode entrar, ALIAS!

Apesar de ter feito bastante sucesso lá fora, aqui no Brasil o nome dessa série ainda causa estranhamento. Mas não deveria pois ela foi responsável por impulsionar as carreiras de Jennifer Garner, Bradley Cooper e do seu criador, J.J. Abrams. Sentiu o peso? Então vem saber um pouquinho mais sobre esse tesouro escondido.

cats

[Descrição da imagem: Vários quadros mostram os diferentes disfarces de Sydney Bristow, personagem principal da série e interpretada pela atriz Jennifer Garner.]

A série ALIAS, que aqui no Brasil recebeu o nome de Codinome Perigo, é uma das precursoras das séries de espionagem. Ela segue a história de Sydney Bristow (Jennifer Garner) que trabalha para a SD-6, uma repartição secreta da CIA com o objetivo de recuperar e analisar inteligência de origem militar e industrial para garantir  a sobrevivência e superioridade dos Estados Unidos.

Como parte de uma organização secreta, Sydney não pode revelar a sua identidade de espiã para nenhum dos seus amigos ou familiares. Ela usa a faculdade e um suposto emprego num banco como desculpas para os seus constantes sumiços e assim vai conseguindo manter a sua verdadeira ocupação como um segredo de seus amigos — Will (Bradley Cooper) e Francie (Merrin Dungey), e também do seu noivo, Danny (Edward Atterton).

Já que não dá para desenvolver uma série só na tranquilidade, tudo vira uma bagunça quando Sydney revela para Danny que ela na verdade é uma espiã. Apesar da surpresa inicial Danny quer ficar ao lado da noiva e apoiá-la na sua vida secreta. O que eles não sabiam é que a casa que os dois dividem foi grampeada pela SD-6 que, ao aprender que a identidade de Sydney foi revelada, decide tomar uma medida drástica.

today-in-tv-history-alias1

[Descrição da imagem: O rosto de Sydney está em foco, e olha mostra uma expressão de pavor e surpresa.]

Após voltar de uma missão Sydney encontra a sua casa revirada e o seu noivo, morto. Na mesma hora ela se dirige a Arvin Sloane (Ron Rifkin), o chefe da SD-6, que na maior cara de pau do mundo confirma ter dado a ordem para que Danny fosse assinado e ainda culpa Sydney por isso, dizendo que ao revelar sua identidade, ela pôs em risco não só Danny, mas todos os agentes da SD-6, que trabalham para proteger o seu país.

Como desgraça sempre vem acompanhada, Sdyney sofre uma tentativa de assassinato já que agora ela é vista por sua agência como alguém que não pode ser confiada; e, ao ser resgatada pelo seu pai que, nesse momento, se revela como um espião, ela também aprende que a SD-6, na verdade, não é um departamento da CIA, mas sim o inimigo que ela acreditou estar combatendo — um braço da Aliança dos Doze, uma rede internacional que quer derrubar os Estados Unidos.

Com sangue nos olhos Sydney coloca em prática um plano de vingança: recuperar a confiança de Sloane, ser reintegrada a SD-6 porém, na verdade, estar lá como uma agente dupla, fornecendo informações para que a CIA consiga derrubar a SD-6 e a Aliança dos Doze de uma vez por todas.

Podem ficar tranquilos que eu contei bastante coisa, mas nada disso é spoiler, ok? Tudo isso acontece só no episódio piloto. E apesar de ALIAS ter contado com 5 temporadas de 22 episódios, essa trama de vingança não é o único combustível da série e não é algo que se prolonga além do necessário como numa série da CW, não.

Garner_Alias

[Descrição da imagem: Com uma expressão surpresa, Sydney aponta uma lanterna para um objeto retangular envolto por plástico-filme.]

Tudo se desenvolve e é finalizado enquanto vamos conhecendo os diversos codinomes de Sydney que são fantásticos, por sinal. Jennifer Garner dá um show de atuação e foi com ALIAS que ela se consagrou como atriz de ação — Garner treinou Taekwondo para que ela não precisasse de dublês, e valeu a pena, viu? Porque as cenas de luta da atriz são incríveis!

E se eu posso dar uma dica para os que vão começar a assistir ALIAS é: não esqueça que essa é uma série de J.J. Abrams, de Lost e Fringe, logo cada episódio tem uma pista escondida para um mistério que só vai ser revelado algumas temporadas depois então fiquem ligados. Sério. De verdade. Não pisquem.

Rebeca de Arruda
meus textos | twitter | goodreads
Social Media, entusiasta do k-pop e doramas. Lê livros demais, vê séries demais e uns filminhos também. Vive para problematizar (e amar) a cultura pop — e também para enaltecer The Shannara Chronicles!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s