Viaje ao passado com a série Reply

Hoje o nosso Pavê de Vô vai ser um pouco diferente. Ao invés de te apresentar uma paixão antiga resolvi falar de algo novo, mas que traz aquela nostalgia gostosa que a gente ama. O tema do post de hoje é a série Reply, uma produção da emissora sul-coreana tvN.

reply-1994-4

[Descrição da imagem: Três homens e uma mulher olham atentamente para um ponto além da câmera. Cena de Reply 1994.]

Reply é uma série que estreou em 2012 e cada temporada apresenta uma nova história com um novo elenco e se passa num ano diferente. Apesar de a princípio não existir uma conexão clara entre as temporadas, uma vez que você começa a assistir dá pra ver alguns temas essenciais que conectam cada uma delas.

Até o momento, Reply teve três temporadas que se chamaram: Reply 1997, Reply 1994 e Reply 1988. O nome da série (que traduzido para português seria “Responda”) pode ser curto, mas já explica ao que ela veio que é criar uma conexão com o passado. Através de uma narrativa não-linear cada temporada mostra eventos do ano dito no seu título e como eles moldaram o presente dos personagens principais.

A primeira temporada tem como pano de fundo o ano de 1997, quando o k-pop se consolidou na Coreia do Sul criando uma forte cultura de fãs dentro do país. E é uma fangirl de k-pop, especificamente do boygroup H.O.T., que é a personagem principal desta temporada.

Reply 1997 Screencap 170

[Descrição da imagem: Duas garotas vestidas com capas de chuva brancas seguram balões, também na cor branca, com o nome H.O.T. escrito neles. Cena de Reply 1997.]

Reply 1997 acompanha Sung Shiwon e o seu grupo de amigos, que estão no Ensino Médio e lidam com problemas bem familiares como o que fazer na futuro, como conseguir entrar na faculdade, como se confessar para o seu crush e como conciliar sua vida de fangirl com os estudos. Coisas que todos nós já passamos, ou ainda vamos passar, não é?

Como a narrativa não é linear nós vemos relances de como os personagens são atualmente e como eles eram, o que deixa o desenvolvimento de cada um bem evidente — e é um dos meus pontos favoritos da série. Abro um parênteses para dizer que quem também é fangirl vai gostar muito da forma como a Sung Shiwon é representada, o seu amor de fã não é mostrado como algo ruim, inclusive são apresentadas várias coisas que Shiwon conquistou exatamente por ser fangirl.

Até o momento todas as protagonistas de Reply são muito passionais e determinadas, daquelas que você se apega no primeiro instante e quer proteger a todo custo. Na verdade é difícil não se apegar ao elenco inteiro das diferentes temporadas, divididos sempre entre dois núcleos (amigos e família), a série é um presente com ótimas atuações e enredos bem trabalhados.

Independente da temporada os dois núcleos conversam muito bem, acho que isso é mais evidente em Reply 1994 que se passa numa pensão estudantil administrada por um casal do interior que se mudou para Seul em busca de oferecer oportunidades melhores para a sua filha Sung Najung. A pensão reúne estudantes que saíram de suas cidades natais para cursar faculdade na capital e ali, na pensão, eles formam uma nova família.

reply-1994-answer-me-1994-1

[Descrição da imagem: Um homem e uma mulher estão sentados no sofá enquanto cinco jovens estão sentados no chão. Todos olham para um ponto além da câmera. Cena de Reply 1994.]

Em Reply 1994 além de acompanharmos a rotina dos jovens da pensão navegando pelo começo da vida adulta e todos os problemas que vêm com ela, também somos agraciados com o relacionamento mais fofo da história entre o pai e a mãe da protagonista. Todas as temporadas nos mostram um pouco desse universo adulto que é tão pouco explorado nos doramas em geral.

Vemos o pai de Najung tentando acompanhar as diversas mudanças que acontecem diariamente com os jovens, vemos a mãe lidando com sintomas da menopausa e tantas outras coisas que nós de vinte e poucos anos nem imaginamos como deve ser difícil enfrentar. Reply também não é tímida em mostrar que amor, afetividade e sexualidade também são assuntos da terceira idade.

E amor é um dos temas principais da série, que traz uma espécie de brincadeira que alavancou a popularidade da produção. Em todas as temporadas, logo nos primeiros episódios, somos apresentados à protagonista na sua vida atual e é dito que ela é casada. Porém, com quem? Conforme o enredo se desenvolve somos apresentados a possíveis pretendentes e ficamos naquela curiosidade pra descobrir quem é o marido. O mistério, no entanto, só é desvendado no último episódio.

Mas você não vai ter apenas o casal principal para shippar não, tá? Além dele, outros casais serão formados dentro do grupo de amigos e mesmo quando ele demorar para ser formado, dá pra ficar com o coração quentinho vendo as cenas fofas do pai e da mãe. Então se você gosta de romance Reply é a série para você!

AM88 E4 005_zpsqqbwdjry

[Descrição da imagem: Uma garota e um garoto estão sentados no chão e com livros na sua frente. Ambos possuem expressões felizes e estão com os braços levantados. Cena de Reply 1988.]

Na verdade, acredito que Reply é uma série para todos. Mas se você tem um pézinho no saudosismo e não resiste a uma boa comédia romântica então logo vai estar como eu, completamente apaixonada pela série. Através de uma viagem no tempo Reply 1997, 1994 e 1988 nos levam a eventos marcantes como a Copa do Mundo de 94, as Olimpíadas de 88, a crise financeira asiática de 97, a virada do milênio e tantos outros. Tudo acompanhado por boas doses de romance, drama e comédia.

E pra facilitar a vida, a Netflix fez o favor de disponibilizar todos os episódios de Reply 1997 e 1994 pra gente fazer aquela maratona maravilhosa. Como Reply 1988 não tá na Netflix, e sei que quase ninguém vai se dispor a procurar no Viki e Dramafever, escolhi não me aprofundar nessa temporada. Mas ela é tão boa quanto as primeiras, viu? Corre pra ver assim que entrar no catálogo da Netflix!

Assim eu concluo o Pavê de Vô de hoje, esperando que assim que terminar de ler esse texto você dê uma chance a esse doramão que tá só esperando pra encher seu coração de alegria. E depois que assistir conta pra gente o que achou! Por hoje é só, até a próxima!

Rebeca de Arruda
meus textos | twitter | goodreads
Social Media, entusiasta do k-pop e doramas. Lê livros demais, vê séries demais e uns filminhos também. Vive para problematizar (e amar) a cultura pop — e também para enaltecer The Shannara Chronicles!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s