Dia de domingo: uma história sobre descobertas

Quando tenho um post de palê para fazer sempre me bate uma dúvida e culpa terrível: nunca sei sobre o que escrever e também fico me sentindo mal por não estar lendo tantos livros — apesar de estar quase batendo a minha meta anual de leitura no Goodreads.

23314073_888556367984405_228707761_o

[Descrição da imagem: Sob um fundo branco, é possível ver um Kindle que mostra uma tela que lê “Dia de Domingo. Olívia Pilar.”]

Com a correria do dia a dia vai ficando cada vez mais difícil ler, principalmente aqueles livros grandes, com mais de 300 páginas, que estão lotando as minhas estantes. Para não perder o hábito da leitura comecei a investir em contos; e hoje quero compartilhar a minha mais nova descoberta, um conto que em poucas páginas aqueceu o meu coração e me fez refletir bastante. O post de hoje é sobre Dia de domingo, de Olívia Pilar.

Quem acompanha o blog sabe que aqui nós somos fãs das histórias de Olívia. Inclusive, a Emily fez um post falando sobre os dois primeiros contos publicados da autora — Entre Estantes e Tempo ao Tempo. Se você ainda não conferiu, clica no link para ver o que ela achou dessas lindezas escritas por Olívia.

Confesso que cheguei atrasada nessa tour, mas quando finalmente peguei os contos de Olívia foi amor real. Li um atrás do outro e apesar de ter batido aquele arrependimento por não ter os lido mais cedo, eu fiquei muito feliz com essa maratona literária.

contos-olivia

[Descrição da imagem: As capas dos contos publicados por Olívia; da esquerda para a direita: “Entre Estantes, “Tempo ao Tempo” e “Dia de domingo”.

Entre todos os seus contos, Dia de domingo foi o que mais cativou o meu coração. Nele, vemos o florescer de Rita, no banco da praça, em um dia de domingo. Em apenas 26 páginas Olívia consegue construir uma personagem com quem é impossível não se importar: Rita é completa, real, envolvente e representa tanto.

Como em seus outros dois contos, Dia de domingo é cheio de representatividade. Temos uma protagonista mulher, negra e bissexual. A narrativa em primeira pessoa é perfeita para entender o que se passa na cabeça de Rita em meio a tantas descobertas desencadeadas por um domingo.

E foi esse tom tão pessoal da escrita de Olívia que fez com que o conto me tocasse tanto. Acho que qualquer pessoa que começa a questionar a tal da heterossexualidade compulsória na sua vida consegue se identificar com os pensamentos da personagem principal.

Eu tinha tanta dúvida e confusão dentro de mim que ficar em casa olhando para a parede era a pior escolha que poderia fazer.

Narrativas não lineares são complicadas e têm potencial para se tornarem bem confusas, mas a passagem do tempo acompanha das mudanças que acontecem com Rita são tão claras e bem escritas que eu nunca diria que a história é um conto.

E apesar de ter um tom meio agridoce, eu terminei a leitura de Dia de domingo com um sorriso estampado na cara pois ela me transmitiu esperança, desejo de mudança e amor. Muito amor. E, pra mim, não há nada melhor do que uma história que te oferece tantas possibilidades.

Espero que vocês corram lá na Amazon para garantir esse conto, que tá disponível por um preço bem acessível e também está liberado no Kindle Unlimited. Então sem desculpas, tá? Se ainda não te convenci então digo mais: apoie autores nacionais, apoie mulheres escrevendo, apoie mulheres negras na literatura. Agora compra Dia de Domingo e depois deixa aqui nos comentários o que você achou.

Rebeca de Arruda
meus textos | twitter | goodreads
Social Media, formada em Jornalismo, entusiasta do k-pop e doramas. Lê livros demais, vê séries demais e uns filminhos também. Não faz amizade com quem não curte k-pop. Vive para problematizar (e amar) a cultura pop.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s