O quebra-cabeça de A longa viagem a um pequeno planeta hostil e a beleza de sua lição final

a longa viagem a um pequeno planeta hostilSemana passada eu falei de Vejo você no espaço, um livro infantil sobre esperança e força e como o espaço sideral entra no meio disso tudo. Mantendo a temática, hoje eu falo sobre A Longa Viagem a Um Pequeno Planeta Hostil, uma space opera pra quem gosta de séries como Parks and Recreation e Brooklyn Nine Nine e ficção científica! Achou a combinação meio louca? Então espera pra saber mais sobre o livro!

A Longa Viagem acompanha a tripulação do Wayfarer, uma nave que abre buracos no espaço sideral para diminuir a distância entre dois pontos em específico, e essa é a premissa do livro. A princípio, pode parecer meio bobo, mas a beleza desse livro está justamente na construção dos personagens e na relação entre eles – o que torna tudo ainda melhor.

A história começa com Rosemary Harper atravessando o espaço em uma pequena nave de transporte a caminho de seu novo emprego. Esse é seu primeiro trabalho fora do meio acadêmico e, como se isso não fosse estressante o suficiente, ela está fugindo de seu passado em busca de uma nova vida. A ideia geral pode criar altas expectativas pro leitor, mas, no fim, o que Rosemary realmente encontra é crescimento pessoal de um jeito que ela nunca poderia sonhar e, claro, uma família.

O livro é contado em capítulos que mais parecem pequenas crônicas sem maior conexão, seguindo um longo período na vida desses personagens, a tal ponto que você começa a se perguntar se existe um ponto maior atrás disso tudo – e é aí que nós somos surpreendidos quando cada pecinha do quebra-cabeça se junta e forma o cenário maior. Apesar de parecer muito casual, tudo ali se conecta e acaba levando ao crescimento dos personagens e seu desenvolvimento.

É incrível ver como a autora conseguiu escrever uma história tão fundamentalmente humana usando personagens que nem sempre tem a mesma estrutura física que a gente. Cada espécie de alienígena, cada novo planeta e cultura que nos são apresentados se contrapõe a nós de formas tão diferentes e ao mesmo tempo tão complementares que é difícil não ficar maravilhado. Em diversos momentos a tripulação do Wayfarer, composta por humanos e alienígenas e inteligência artificial, conversa entre si sobre essas diferenças e semelhanças e o que significa ser quem eles são dentro desse universo tão multifacetado, sempre de forma muito delicada e até mesmo crua. A nossa humanidade, no fim das contas, acaba sendo exposta de um jeito muito bonito e aprofundado sem ficar meloso.

A longa viagem é um livro sobre alienígenas e seres humanos e outros planetas mas, principalmente, é uma história sobre relacionamentos e ações e consequências. Cada nova página é um mundo inteiro de amor e dificuldades e superação e muito, muito mais. De Rosemary tentando deixar seu passado para trás às tentativas do capitão Ashby de ser um bom capitão, um bom amigo e um bom amante, todos os personagens acabam ganhando um espaço especial em nossos corações, mesmo quando a gente acha que não tem como não gostar de alguém, e tem sua importância para o andamento da história e das relações entre a tripulação no geral.

O livro foi lançado aqui no Brasil pela Darkside e é o primeiro de uma trilogia! A Closed and Common Orbit, o segund da série, já foi lançado mas ainda não tem tradução. Já Record of a Spaceborn Few, o último volume, sai em julho desse ano. Se você lê em inglês, ainda dá tempo de se preparar – e se emocionar de verdade.

Emily
meus textos | twitter | instagram | goodreads
Graduada em Letras. Ama monstros e cachorros e, principalmente, lobisomens. Puxa o erre, adora parênteses e quase nunca usa o plural direito.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s