Chimamanda Adichie e a sensibilidade de Hibisco Roxo

Chimamanda04_2

Meu primeiro contato com a escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie foi através de sua palestra The Danger of The Single Story (O Perigo da História Única), e, mais tarde, da palestra We Should All Be Feminists (Todos Nós Deveríamos Ser Feministas), ambas as quais recomendo muito. Desde então, morria de vontade de ler seus livros. O primeiro que eu comprei foi Meio-Sol Amarelo, mas o primeiro a ser lido mesmo foi Hibisco Roxo, seu romance de estreia. E a primeira impressão foi ótima, embora eu já não esperasse outra coisa depois de assistir suas palestras.

Continuar lendo