Mãe!

Chegou na hora de falarmos aqui no Pavê Trevoso sobre um dos filmes mais controversos desse ano: Mãe! de Darren Aronofsky. Vendido por todo lado como um clássico filme de terror — o trailer mostrando paredes sangrando, Jennifer Lawrence gritando — não poderia ter feito um marketing mais errado. Ou talvez, era o único jeito como sabiam vender esse filme. Uma coisa é certa: eu nunca vi nada igual Mãe!

20170918-mother_movie

Continuar lendo

Resenha Crítica: O Menino do Pijama Listrado

WhatsApp Image 2017-04-07 at 00.49.11

Pra cego ver: um menino atrás de plantações, observando atentamente o que está a sua frente. No fundo há também mais plantações e ao lado do menino está escrito em letras garrafais, uma acima da outra, The Boy in the Striped Pajamas, em tradução, O menino do pijama listrado.

Em tempos de holocausto e nazismo em Berlim, acontece a história de O Menino do Pijama Listrado. Na trama somos apresentados ao Bruno (Asa Butterfield), menino com seus apenas oito anos e que está se mudando da cidade, tudo porque seu pai passa a ter “uma função muito importante para o país”. É assim que é tratado toda a situação perante aos olhos de Bruno, que pela a sua ingenuidade, não consegue compreender o que são Campos de Concentração, Judeus, Nazismo e muito menos que seu pai é um comandante nazista.

Continuar lendo

Resenha do filme: Sete Minutos Depois da Meia Noite

A história de uma criança, ou pré-adolescente, sendo ajudada por seres sobrenaturais a enfrentar alguns desafios em sua vida já é um enredo conhecido. O filme Sete Minutos Depois da Meia Noite (A Monster Calls, 2016) não traz inovações nesse sentido, entretanto, isto não o impede de fazer com que fiquemos extremamente comovidos ao acompanhar a trajetória de Connor. A obra é dirigida por J. A. Bayona, mesmo diretor de O Orfanato, com atuação de carinhas bem reconhecíveis, como Felicity Jones e Sigourney Weaver (também conhecida como Tenente Ripley).
Continuar lendo

Crazy Ex Girlfriend: a influência da depressão no amor.

Se você já esteve apaixonado por alguém você provavelmente já fez alguma coisa levemente fora do normal. Talvez você tenha começado a beber cerveja, ou gostar de boxe ou, em um caso extremo, feito uma tatuagem (se você fez isso eu realmente espero que você não tenha se arrependido dela. Tipo, realmente espero, do fundo do meu coração). Mas você provavelmente não largou um emprego com um salário absurdamente alto e se mudou pro outro lado do país por um ex que você namorou aos 16.

Bem, Rebecca Bunch (Rachel Bloom), da série Crazy Ex-Girlfriend (criada pela própria Rachel), fez isso.

crazy-ex-1024

Continuar lendo