Contos de terror pra curtir o Halloween

O Halloween está chegando!! E, com ele, o fim do Pavê Trevoso também 😦 Mas antes de entrar no clima natalino (porque né, é assim que a gente funciona quando o fim do ano se aproxima), ainda dá tempo de aproveitar esses últimos dois dias de outubro! Como? Lendo contos de terror, que tal?

Um Dia Dia das Bruxas Nem Um Pouco Épico é uma coletânea de contos organizada pelo blog Nem Um Pouco Épico, da Bárbara Morais. Seguindo a proposta de curtir o feriado gringo, a coletânea é composta por treze contos que se passam nessa noite trevosa no nosso mundo – ou em universos de sonhos e pesadelos. Como a própria sinopse promete, aqui a gente encontra “histórias de heroínas, de tatuagens malignas, de bibliotecas penumbrosas, garotinhas assustadas e outras um pouco corajosas, de monstros fantasiados de humanos e humanos fantasiados de monstros”. Ou seja, é história pra todo mundo – quem tem medo e quem não pensa duas vezes antes de se jogar no escuro.

um dias das bruxas nem um pouco épico

Continuar lendo

#desafiopave: Ouro, Fogo & Megabytes, o primeiro livro de O Legado Folclórico

ouro fogo e megabytes

Descrição da imagem: “Ouro, Fogo e Megabytes”, com o título em lettering dourado e a imagem de um boitatá de fogo prestes a atacar um menino em cima de um prédio, sobreposto sobre um livro de capa vermelha.

Domingo aqui no blog é dia de #DesafioPave, e o livro que escolhemos ler para o mês de março foi nada mais nada menos do que Ouro, fogo & megabytes, do Felipe Castilho!! A temática desse mês era justamente livros com criaturas mágicas e, já que decidimos focar apenas em obras nacionais esse ano, nada mais justo do que escolher um livro (ou melhor, o início de uma série) que usasse nosso folclore nacional!

Ouro, fogo & megabytes começa com uma partida de Battle of Asgorath, um jogo de RPG online nos moldes de League of Legends. É aí que somos apresentados a Shadow Hunter, o segundo melhor personagem dentro do jogo todo, e, consequentemente, a Anderson Coelho – um garoto de 12 anos que mora na cidade de Rastelinho, em Minas Gerais, e divide seus dias entre ir para a Escola de Ensino Fundamental Zeferina Risoleta de Jesus pela manhã e jogar Battle à tarde com seus amigos da internet.

Anderson é como todos os meninos da sua idade – curte jogos, vive em uma família de classe média em uma cidade do interior, é atormentado pelos meninos mais fortes e implicantes da escola e não vai com a cara do menino mais inteligente da sala. Seu melhor amigo, Renato (ou Hellnato), está sempre disposto a tomar seu partido e se meter em brigas para defendê-lo, além de passar horas e horas como um anão chamado HeLLHaMMeR em Asgorath com Anderson.

Continuar lendo