A temporada de premiações e os mesmos problemas de sempre

Chega essa época do ano e muita gente só consegue pensar em uma coisa: temporada de premiações. Esses primeiros meses são marcados pela presença de muitas cerimônias de premiações, principalmente cinematográficas. Pra quem é apaixonado por cinema, esse é o momento perfeito pra olhar as listas de indicados e fazer aquela maratona maluca. Por muito tempo eu fui uma dessas pessoas, mas estamos em 2018 e é muito cansativo ignorar todos os problemas. Vamos conversar um pouco sobre isso?

1

Continuar lendo

Os encantos e lágrimas em O Rei do Show

O filme O Rei do Show (ou The Greatest Showman), dirigido por Michael Gracey, é daqueles exemplos perfeitos da possibilidade de se deliciar com algo quando suas expectativas estão baixas. Ao ver o trailer da obra, esperava que iria me divertir com o estilo musical e uma história cheia daqueles clichês melodramáticos feitos para nos obrigar a chorar. Eu realmente tive o que esperava, mas ainda mais.

A história é baseada na vida de P. T. Barnum, que ficou conhecido por apresentar ao seu público coisas inusitadas, fossem pessoas consideradas “excêntricas” ou “bizarras”, fosse um fóssil de um gigante. Também pode-se atribuir a ele a existência do circo moderno. Muitas vezes as curiosidades apresentadas por Barnum eram meras ilusões, o que não impedia que as pessoas se divertissem e fossem entretidas, debate que é citado diversas vezes durante o filme.

https://static.vix.com/pt/sites/default/files/styles/large/public/r/rei-do-show-filme-1217-1400x800-4_0.jpg?itok=J-7eXiRN

Continuar lendo

Deidra & Laney Assaltam Um Trem: uma sessão da tarde mas nem tanto

Deidra e Laney Assaltam um Trem 1

O filme Deidra e Laney Assaltam Um Trem (dirigido por Sidney Freeland) chama atenção já de cara pelo seu título, no mínimo, inusitado. Você poderia esperar algo do tipo num típico filme “sessão da tarde”, mas no âmbito de filmes “independentes” que têm sido apresentados como originais Netflix na plataforma de streaming, acaba por se destacar.

A forma como a narrativa é estabelecida, em tom de comédia, e até mesmo a própria história simples bem que poderia encaixar esse filme facilmente numa sessão da tarde. No entanto, temos que o fato de evitar ou de subverter clichês já o diferencia. A situação apresentada é a de um momento caótico na vida de Deidra e Laney Tanner (respectivamente Ashleigh Murray e Rachel Crow, ambas estreantes em filme de maior destaque), quando a mãe das duas é presa por ter um momento de estresse que a leva a quebrar objetos da loja onde trabalha. Assim, ambas precisam lidar com as contas, o cuidado com o irmão mais novo Jet, a fiança e defesa da mãe, além de todos os problemas mais “comuns”, como a entrada na universidade e o mundo “selvagem” do ensino médio.
Continuar lendo

O que Escola de Rock te faz enxergar

schoolrock2

Pra cego ver: Jack Black, ator do filme escola de rock, com uma guitarra e com uma das mãos para cima segurando uma palheta e atrás um amontoado de crianças com vestimentas diferenciadas, todas com um estilo mais punk. Em cima de todos está escrito “School of Rock” bem grande e vermelhas, em tradução “Escola de Rock”.

Que esse filme fez um enorme sucesso, todo mundo meio que concorda. Você já com certeza deve ter assistido ou visto alguma cena ou pelo menos ter ouvido falar da história desse filme icônico, a Escola de Rock (2003), estrelado por Jack Black e Miranda Cosgrove.

Continuar lendo

7 Franquias Icônicas que não podemos deixar morrer

Está na hora de fazer uma dessas gostosas listas de filmes para maratonar nos finais de semana chuvosos.

Há quem diga que as franquias de filmes são o mal do homem moderno. “Antigamente não existia isso”, ouvimos os mais velhos dizerem. Não é verdade. As séries sempre existiram e jamais deixarão de existir. Entre coisas que já se tornaram clássicas como Star Wars, Harry Potter, Indiana Jones e James Bond, temos algumas franquias que sempre estarão presentes. Aqui falamos um pouco sobre séries que começaram lá há bastante tempo e até hoje permanecem nos nossos corações.

Vamos lá? Continuar lendo

Pavê de Vó: Os filmes d’Os Trapalhões

éVocê, assim como eu, se lembra de todo dia sentar no sofá para assistir os filmes da Sessão da Tarde na sua infância? E quantos desses filmes não eram protagonizados pelo quarteto de comediantes mais famoso do Brasil? Os Trapalhões fizeram parte da infância de muita gente, incluindo a minha, e eu genuinamente me divertia muito com as comédias desses quatro. Como lembro bem pouco dos filmes mais antigos deles, achei que seria legal reassistir alguns, resgatar essa nostalgia e comentar aqui no Pavê de Vó. Se interessou? Então vem comigo!

Untitled-4

[Descrição da imagem: Os quatro trapalhões – Dedé, Zacarias, Mussum e Didi – lado a lado, olhando para frente. Dedé parece estar falando, Zacarias sério, Mussum apontando para frente rindo e Didi sorrindo.]

Continuar lendo