Procurando contos de Natal bem brasileiros e com personagens LGBTQ+? Que tal Todas as cores de Natal?

todas as cores do natal

Não é novidade que eu adoro ler contos de autores independentes – e falar sobre eles. Aqui no blog, já resenhei história de terrorde romance contemporâneo e com personagens do nosso folclore, e tô sempre procurando outros tantos pra conhecer novos autores ou só pra ter algo pra ler quando aquela preguiça de começar um livro novo bate. Então não é nem novidade que eu ia ficar ANIMADA quando a Página 7 anunciou, no começo do mês, a coletânea Todas as cores do Natal, com cinco autores escrevendo histórias bem brasileiras, bem natalinas e, claro, cheias de representatividade!!

A proposta da coletânea é, justamente, apresentar histórias com personagens LGBTQ+ (o que a gente já vê direto na capa, lindona!), indo desde amigos secretos no curso de inglês a garotas mágicas e sereias. E, olha, já fica o aviso – as chances de você chorar lendo cada continho são altas. Eu mesma chorei em pelo menos dois deles. Ficou curioso? Então vem ler mais! Continuar lendo

Contos de terror pra curtir o Halloween

O Halloween está chegando!! E, com ele, o fim do Pavê Trevoso também 😦 Mas antes de entrar no clima natalino (porque né, é assim que a gente funciona quando o fim do ano se aproxima), ainda dá tempo de aproveitar esses últimos dois dias de outubro! Como? Lendo contos de terror, que tal?

Um Dia Dia das Bruxas Nem Um Pouco Épico é uma coletânea de contos organizada pelo blog Nem Um Pouco Épico, da Bárbara Morais. Seguindo a proposta de curtir o feriado gringo, a coletânea é composta por treze contos que se passam nessa noite trevosa no nosso mundo – ou em universos de sonhos e pesadelos. Como a própria sinopse promete, aqui a gente encontra “histórias de heroínas, de tatuagens malignas, de bibliotecas penumbrosas, garotinhas assustadas e outras um pouco corajosas, de monstros fantasiados de humanos e humanos fantasiados de monstros”. Ou seja, é história pra todo mundo – quem tem medo e quem não pensa duas vezes antes de se jogar no escuro.

um dias das bruxas nem um pouco épico

Continuar lendo