Best of Enemies: uma reflexão

best of enemies 5

Best of Enemies (Melhores Inimigos) é um documentário que apresenta dois comentaristas, com ideologias políticas extremamente opostas e que discutem acirradamente a eleição de 1968, sendo disputada por Kennedy e Ronald Reagan.

O documentário nos faz parar para olhar para trás e tentar entender porque hoje a mídia se comporta de uma forma e porque nós agimos com tanta agressividade quando falamos de política seja no bar ou num jantar de família.

A ideia de se ter um programa com debate surgiu quando ABC News passava por maus bocados de audiência, e aproveitando o momento de eleição, foi sugerido a ideia de que acontecesse um debate entre dois comentaristas que tinham sido bastante comentados na comunidade estadunidense. Ambos com a mesma idade, acirravam a discussão muitas vezes partindo para ofensas pessoais. São eles Gore Vidal, defensor da esquerda e William Buckley, defensor da direita.

Continuar lendo

Anúncios

É sentir demais para falar de Linguagem das Flores

a linguagem das flores22.jpg

Para cego ver: um amontoado de três livros e o primeiro, aparece a capa de A Linguagem das Flores, com duas mãos segurando uma flor rosa pelo caule juntamente com um vestido verde preenchendo toda a capa. Em cima do livro aparece em parte a Torre Eiffel.

O livro Linguagem das Flores, escrito por Vanessa Diffenbaugh, me marcou bastante me fazendo vir aqui e vir contar sobre esta obra.

A obra é narrada por Victória, uma garota que cresceu num orfanato e por ser sempre muito arredia e difícil de lidar, não conseguiu se manter com nenhuma família que tentou adotá-la — e foram várias –, até ser considerada inapta para adoção.

Ainda criança, aprendeu a amar as flores de uma forma incondicional, tanto que entendeu que cada uma possuía um significado (no final do livro, existe até o dicionário da Vic; você pode ir acompanhando junto com ela cada significado que ela dá à todas flores). Toda essa sabedoria foi atribuída a uma das mães adotivas que Victória teve, até por tudo a perder.

Continuar lendo

O que Escola de Rock te faz enxergar

schoolrock2

Pra cego ver: Jack Black, ator do filme escola de rock, com uma guitarra e com uma das mãos para cima segurando uma palheta e atrás um amontoado de crianças com vestimentas diferenciadas, todas com um estilo mais punk. Em cima de todos está escrito “School of Rock” bem grande e vermelhas, em tradução “Escola de Rock”.

Que esse filme fez um enorme sucesso, todo mundo meio que concorda. Você já com certeza deve ter assistido ou visto alguma cena ou pelo menos ter ouvido falar da história desse filme icônico, a Escola de Rock (2003), estrelado por Jack Black e Miranda Cosgrove.

Continuar lendo

Playlist para o seu final de semana

adsADd

Para cego ver: Numa mesa de madeira, existem fotografias, mini flores, uma xícara de café e algumas cartas em cima, tudo isso ao lado de uma máquina de escrever antiga, cujo alguém, com blusa de lã está com os dedos sob o teclado da máquina.

Quem aqui está ansioso pro final de semana levanta a mão! É, tenho quase certeza de que você levantou (vai que por via das dúvidas não). E pensando no que está para vir, decidi fazer algo bem diferente nessa sexta feira pra vocês: uma playlist bem calminha para que seu final de semana seja bem relaxante, revigorante e que dê forças para a próxima semana (a qual a minha vai ser BEM turbulenta). Tudo bem que podemos procurar qualquer playlist assim no Spotify, mas só queria deixar aqui um espacinho musical com músicas que nós do Pavê gostamos bastante (e mais algumas indicações de amigos) e que talvez deixe o seu final de semana bem melhor do que o esperado (pelo menos é o que eu espero). Então aperte o play!

WhatsApp Image 2017-04-21 at 18.49.55.jpeg

Espero que tenha gostado, de verdade, desse post bem diferente.

Até a próxima!

Luiza meus textos | twitter | skoob | blog pessoal
Amo literatura, filmes de época, escrevo por hobbie e pesquiso porque sou mesmo curiosa. Vivo com a cabeça na lua e sou extremamente sonhadora. Amo ouvir histórias. E meu sonho é contá-las.

Resenha Crítica: O Menino do Pijama Listrado

WhatsApp Image 2017-04-07 at 00.49.11

Pra cego ver: um menino atrás de plantações, observando atentamente o que está a sua frente. No fundo há também mais plantações e ao lado do menino está escrito em letras garrafais, uma acima da outra, The Boy in the Striped Pajamas, em tradução, O menino do pijama listrado.

Em tempos de holocausto e nazismo em Berlim, acontece a história de O Menino do Pijama Listrado. Na trama somos apresentados ao Bruno (Asa Butterfield), menino com seus apenas oito anos e que está se mudando da cidade, tudo porque seu pai passa a ter “uma função muito importante para o país”. É assim que é tratado toda a situação perante aos olhos de Bruno, que pela a sua ingenuidade, não consegue compreender o que são Campos de Concentração, Judeus, Nazismo e muito menos que seu pai é um comandante nazista.

Continuar lendo

Mulheres no Oscar e Sofia Coppola

Sabemos que no mundo Hollywoodiano o machismo ainda é muito presente. Mulheres ganham pouco, cenas de prazer sexual feminino são cortadas, as mesmas sofrem objetificação em muitas obras ainda e também há casos de abuso sexual em algumas obras que receberam grande destaques. Sofia é uma das poucas mulheres que, através de 88 anos de prêmio no Oscar, apenas quatro mulheres foram nomeadas (Lina Wertmueller, Jane Campion, Kathryn Bigelow e Sofia Coppola) e apenas duas levaram o prêmio para casa, sendo elas Kathryn Bigelow por The Heart Locker na categoria de Melhor Direção e Sofia Coppola por Lost in Translation na categoria Melhor Roteiro Original, mesmo concorrendo como Melhor Direção pelo mesmo filme.

sofia-coppola.jpeg

[Descrição da imagem: Uma foto em preto e branco da Sofia Coppola olhando através de uma câmara de filmagem.]

Continuar lendo