Todo o amor de Queer Eye

No começo do mês, a Netflix lançou uma nova versão do reality show Queer Eye. Um reboot de Queer Eye for the Straight Eye, lá do comecinho dos anos 2000, o programa nos apresenta cinco caras gays, cada um com uma especialidade diferente, que vão ajudar oito homens a dar um jeito em todos os aspectos de suas vidas. Sabe todos aqueles programas de reforma do Discovery Home & Health e GNT? Então, é uma mistura disso tudo – mas melhor.

Eu estava um pouco com preguiça de assistir, confesso, mas quando o final de semana chegou e não tinha mais nada pra fazer, resolvi dar uma chance pro programa. E acabei largada no sofá sem saber lidar com tanto AMOR antes mesmo do primeiro episódio acabar.

queer eye 3

Continuar lendo

BoJack Horseman: vida adulta e o preço da fama

Algum tempo atrás, publiquei um post (você pode conferir aqui) com cinco indicações de sitcoms que nós do blog vimos e recomendamos. Dentre essas indicações, uma série em específico está entre minhas favoritas: Bojack Horseman.

Já tem uns meses que estava querendo escrever sobre essa série aqui no Pavê, desde que terminei de assistir todos os episódios disponíveis. Mas por se tratar de uma obra sobre a qual pretendia realizar uma reflexão mais aprofundada, resolvi esperar pelo momento certo. E ele finalmente chegou através dessa Sexta Livre. Então vem com a gente conhecer um pouco mais sobre o mundo dos desenhos adultos e acompanhar essa resenha detalhada!

bojack-s34_Fotor
Continuar lendo

Let’s Eat: um dorama para quem ama boas histórias e culinária

De acordo com a lenda, no Brasil o ano só começa depois do Carnaval. E por isso hoje, na quarta-feira de Cinzas, o Pavê te apresenta a um dorama para começar o ano com o pé direito e que vai te fisgar pelo estômago e pelo coração.

lets-eat-korean-poster

[#PraCegoVer: Da esquerda para a direita temos os personagens Kim Hakmoon, Lee Sookyung, Koo Daeyoung e Yoon Jinyi. Cada um deles está rodeado pelos mais diversos pratos.]

Let’s Eat é um dorama que mistura romance, amizade, mistério e muito foodporn. Garanto que é impossível não se encantar por essa história.

Continuar lendo

3 programas de variedade para ver na Netflix

Quase se fala em Netflix todo mundo automaticamente pensa em séries e filmes, e então outros conteúdos acabam se perdendo em meio a tudo que é disponibilizado no serviço de streaming. Por isso, decidi fazer esse post sobre algo que amo assistir e que preenche boa parte da minha lista da Netflix: programas de variedade sul-coreanos.

variety

[#PraCegoVer: Na esquerda, um pôster mostrando o nome em hangul do programa ‘Abnormal Summit’ e o seu elenco; no centro, o pôster mostrando nome e os integrantes do programa ‘Homens com Missão’; e a direita, um poster mostrando nome e elenco do programa ‘Chef & My Fridge’.] 

Os programas de variedade são aqueles que misturam vários formatos — é meio talk show, pode ter jogos e esquetes, às vezes tem culinária e às vezes tem matérias no maior estilo jornal. Uma coisa é garantida, você vai se divertir muito assistindo.

Continuar lendo

Greenleaf: real demais para ser ignorada

No começo do ano, chegou à Netflix Brasil uma das séries mais polêmicas de 2016. Uma série produzida por ninguém menos que Oprah Winfrey e que aborda temas como pedofilia, corrupção, homossexualidade e religião. Porém, não vi muitas pessoas falando sobre ela.

greenleaf_serie

[Descrição da imagem: À frente, vemos duas garotas se olhando — Sophia e Zora, uma mulher (Mavis) as observa, enquanto um homem com vestes litúrgicas (Bispo James) está sentado numa cadeira imponente e segura a mão de uma mulher (Mae) que está em pé ao seu lado. Ao fundo, é possível ver um homem (Mac) olhando para o lado. De costas para a cena e encarando a câmera, encontra-se Grace.]

E é por isso que hoje, assim que terminar de ler esse texto, quero que você corra para a Netflix e assista a série Greenleaf, ela é real demais — e boa demais, pra ser ignorada.

Continuar lendo

Deidra & Laney Assaltam Um Trem: uma sessão da tarde mas nem tanto

Deidra e Laney Assaltam um Trem 1

O filme Deidra e Laney Assaltam Um Trem (dirigido por Sidney Freeland) chama atenção já de cara pelo seu título, no mínimo, inusitado. Você poderia esperar algo do tipo num típico filme “sessão da tarde”, mas no âmbito de filmes “independentes” que têm sido apresentados como originais Netflix na plataforma de streaming, acaba por se destacar.

A forma como a narrativa é estabelecida, em tom de comédia, e até mesmo a própria história simples bem que poderia encaixar esse filme facilmente numa sessão da tarde. No entanto, temos que o fato de evitar ou de subverter clichês já o diferencia. A situação apresentada é a de um momento caótico na vida de Deidra e Laney Tanner (respectivamente Ashleigh Murray e Rachel Crow, ambas estreantes em filme de maior destaque), quando a mãe das duas é presa por ter um momento de estresse que a leva a quebrar objetos da loja onde trabalha. Assim, ambas precisam lidar com as contas, o cuidado com o irmão mais novo Jet, a fiança e defesa da mãe, além de todos os problemas mais “comuns”, como a entrada na universidade e o mundo “selvagem” do ensino médio.
Continuar lendo