But Milk is Important é um curta de animação de aquecer o coração

but-milk-is-important-short-of-the-week

No post de hoje, trago uma indicação que pode alegrar os corações daqueles que gostam de animação, em especial, curtas. But Milk Is Important (Mas Leite é Importante) é um curta de animação stop motion de  Eirik Grønmo Bjørnsen e Anna Mantzaris.

O curta é extremamente visual e trabalhado nos detalhes, apesar de ter algumas pouquíssimas falas, é basicamente uma narrativa silenciosa, inquieta, levemente humorada e simpática que acompanha um protagonista com ansiedade social. Continuar lendo

Parks & Recreation: um sitcom amorzinho

screen-shot-2015-09-01-at-2-59-57-pmEssa semana oficialmente resolvi me dar férias e não trabalhar em absolutamente nada (a não ser esse post do pavê). Já faz alguns anos da última vez que consegui fazer isso (risos), então eu mal lembrava a sensação de não estar trabalhando em alguma coisa. E para relaxar, eu precisava ver uma série que me fizesse sentir bem.

Comecei Parks & Recreation, e não estou arrependida de forma alguma.

Continuar lendo

Os encantos e lágrimas em O Rei do Show

O filme O Rei do Show (ou The Greatest Showman), dirigido por Michael Gracey, é daqueles exemplos perfeitos da possibilidade de se deliciar com algo quando suas expectativas estão baixas. Ao ver o trailer da obra, esperava que iria me divertir com o estilo musical e uma história cheia daqueles clichês melodramáticos feitos para nos obrigar a chorar. Eu realmente tive o que esperava, mas ainda mais.

A história é baseada na vida de P. T. Barnum, que ficou conhecido por apresentar ao seu público coisas inusitadas, fossem pessoas consideradas “excêntricas” ou “bizarras”, fosse um fóssil de um gigante. Também pode-se atribuir a ele a existência do circo moderno. Muitas vezes as curiosidades apresentadas por Barnum eram meras ilusões, o que não impedia que as pessoas se divertissem e fossem entretidas, debate que é citado diversas vezes durante o filme.

https://static.vix.com/pt/sites/default/files/styles/large/public/r/rei-do-show-filme-1217-1400x800-4_0.jpg?itok=J-7eXiRN

Continuar lendo

Ouça a Voz Delas: Mulheres negras que nos inspiram, em palestras do TED elas contam suas experiências e a luta contra o racismo estrutural

Bom, oficialmente é novembro e acabou o nosso especial do Pavê Trevoso. Maaaas se você está com saudades e tá afim de curtir o resto da semana vendo alguns filminhos de terror na Netflix, pode conferir todos os nossos posts e recomendações tanto desse ano quanto do ano passado aqui. Além de filmes também tem indicação de série, podcasts, videoclipes, HQs, livros, contos e até mesmo um jogo de terror. Deixando isso bem claro porque viramos a página, segue a vida, se quiser mais pode conferir o link com todos os posts e sempre tem mais ano que vem.

Que de trevoso, o post de hoje não tem de nada. Trevoso só se for o racismo estrutural desse país que condena, desumaniza, prejudica e mata milhares de vidas negras brasileiras (e as estrangeiras também).

ted capa rgb2

Então hoje o post é pavê, mas não é uma indicação de filme, série, websérie, curta ou documentário. Hoje eu trago algo que venho querendo trazer há um bom tempo: palestras do TED. Para quem não conhece, o TED é uma organização sem fins lucrativos, que tem a missão de promover ideias – segundo a própria organização “ideias que merecem ser disseminadas”. Hoje, as palestras TED, ou TEDTalks, são referência mundial e vistas por milhões de pessoas no mundo todo; as apresentações são curtas e duram entre dez a dezoito minutos, além de serem disponibilizadas na internet, tanto no youtube e no canal oficial da organização e algumas até mesmo no Netflix.

Algumas das palestras que trouxe hoje foram realizadas no TEDxSãoPaulo: Mulheres que Inspiram, com o propósito de trazer as mulheres negras como porta vozes para discutir questões de identidade, racismo estrutural, empoderamento e representatividade negra. São muitas mulheres maravilhosas, sugiro que confira todo mundo! Mas como uma introdução escolhi algumas das palestras mais impactantes, necessárias, provocativas (no quesito de fazer você repensar – ou se identificar – sobre muita coisa) e emocionantes do TED Brasil.

Hoje eu não venho para falar, mas sim para ouvir. Estou aqui apenas para relatar e apresentar essas palestras e mulheres incríveis, mas mais do que tudo, eu indico e recomendo que assistam todos os vídeos e ouçam as vozes delas também.

Continuar lendo

Coraline: Filme e Livro, a essência do medo e da coragem através de fantasia e surrealismo

coraline_010-2

Coraline Jones. Você já deve ter ouvido falar dessa garota. Além de sua obra original, também possui uma adaptação para os cinemas e tanto a obra original quanto a adaptação são bem famosas. Pode ser que você já tenha lido o livro, mas de repente não parou para conferir o filme. Pode ser que você tenha assistido o filme uma pá de vezes, porém nunca chegou perto do livro. Ou você gostou da história o suficiente para conferi-las de todos os jeitos. Hoje venho falar da história de Coraline: uma resenha tanto do livro e outra do filme, comparações, conclusões e porque você devia conhecer essa história e porque ela se encaixa tão bem nesse Pavê Trevoso.

Continuar lendo

It Follows: terror indie em sua melhor forma

it-follows

No Pavê Trevoso de hoje eu vim recomendar um filme de terror diferentão que assisti esses tempos. It Follows, ou em português, Corrente do Mal, é um filme de 2014 que saiu em uma produção indie e acabou ganhando grande destaque e até concorreu na categoria melhor filme de terror no Saturn Awards do ano passado.

A premissa do filme é bem simples: quando a personagem principal, Jay, dorme com o cara que está saindo pela primeira vez, uma estranha criatura que pode ter a cara de qualquer pessoa começa a persegui-la.

Continuar lendo

[Resenha] Cada Um na Sua Casa (Home, 2015)

 

desenho-cadaumnasuacasa2.5

Aproveitando a deixa da chegada da primavera e dias de muito céu azul e sol radiante, hoje venho aqui indicar uma animação vibrante, leve, cheia de aventuras e com muito coração. Mas mais do que apenas um bom entretenimento, Cada Um na Sua Casa é um dos poucos longas metragens de animação com uma protagonista negra e esse é um dos principais motivos que me levaram a assistir ao filme e também a vir falar dele aqui no Pavê.

Caso você não tenha visto, eu falei um pouco sobre representatividade na área de animação nesse post aqui e, naquele post, me concentrei em falar sobre curtas. Mas e os longas? Sabemos o quanto representatividade é algo muito necessário e que precisa melhorar e muito, não deixamos de repetir isso sempre. Mas e quanto ao que já foi e está sendo feito? Aposto que se discutirmos sobre a escassez de personagens diversos e representatividade em animação, e nesse caso específico de longas metragens, quem está ligado nos últimos filmes vai comentar: Mas Larissa, e o filme Cada Um na Sua Casa, de 2015, com uma protagonista negra? Pois então! O holofote hoje é dele mesmo.

Quantos filmes de animação com protagonistas negras você já assistiu? Deve dar pra contar em metade de uma mão. E os de grandes estúdios então? Apesar da escassez, é algo que aos poucos está mudando. No mesmo post sobre Os Heróis de Sanjay comentei sobre uma produção em andamento. Cada Um na Sua Casa faz parte dessa pequena porcentagem e, devo admitir, tinha baixíssimas expectativas; mas o filme acabou me cativando e surpreendendo.

Continuar lendo