5 webséries baseadas em livros que você precisa assistir

Não é muito difícil encontrar hoje no YouTube ótimas webséries. Essa modalidade de produzir novas ficções se torna bastante encantadora quando pensamos em todas suas qualidades: conteúdos interessantes, episódios curtos, acessibilidade, etc. Pensei em trazer algumas dicas de diferentes estilos de webséries, mas achei melhor me manter, dessa vez, apenas naquelas baseadas em obras literárias, que são, honestamente, as minhas favoritas.

webseries

Continuar lendo

Anúncios

Os irmãos Grimm e sua importância no mundo dos contos de fadas

003Contos de fadas vêm sendo contados desde tempos bastante remotos. Compartilhados em diferentes culturas, consistem em pequenas narrativas, onde o relato se dá a partir de uma heroína ou herói que, após superar os obstáculos impostos a si, se saem vencedores no final. Antigamente, era através deles que os povos transmitiam valores e conhecimentos, passados de uma geração mais velha para os mais novos não somente na esperança de que estes se propagassem, mas também procurando ensiná-los sobre as grandes questões da existência humana, tais quais as etapas da vida e os sentimentos. Embora frutos da imaginação, traziam consigo um fundo de verdade, cujo se evidenciava devido às notórias alusões à realidade.

Continuar lendo

Onde Vivem os Monstros: muito mais do que uma história bonitinha

Sem Título-2

Bom, você já deve ter ouvido falar de Onde Vivem os Monstros. É um livro de ilustração infantil escrito e ilustrado por Maurice Sendak e seu mais famoso trabalho. Aqui no Brasil, foi traduzido e publicado pela querida-doce-falecida Cosac Naify (mas ainda é possível você encontrá-lo à venda por aí). Fez tanto sucesso que ganhou adaptação para as telonas, uma versão animada, de Gene Deitch (1973) e a mais conhecida, versão live-action, de Spike Jonze (2009). Também há adaptação da obra para ópera, composta por Oliver Knussen, com seu gosto pela música, libretto e cenários foram produzidos pelo próprio Maurice.

Afinal, o que tem de mais nesse livro? Alguns o adoram, outros se irritam e acham que não há nenhuma mensagem boa ou lição nele a se passar. Estes estão muito enganados. É claro que gosto não se discute, mas mensagens por meio de metáforas, camadas e mais camadas (assim como um delicioso pavêzinho) rolam soltas por esse livro, de poucas páginas e história curta, mas que tem muito a oferecer.

Continuar lendo

5 coisas que eu, você e o Zoobomafoo podemos aprender com desenhos

Todo mundo gosta de desenho animado, isso é um fato. Sejam os desenhos antigos, os novos, os nem tão antigos, os filmes da Pixar ou da DreamWorks. Todo mundo gosta de alguma animação.

Untitled-2

Mas, verdade seja dita, os desenhos de hoje em dia são os melhores. Seja por não serem mais meros experimentos, seja pelo avanço tecnológico que torna animação mais fácil ou seja pelo fato de que os roteiristas de hoje viram os desenhos de antigamente e decidiram fazer algo incrível. Os desenhos atuais têm mostrado um novo leque de opções que, antigamente, não se tinha. E, junto com toda essa diversidade de estilos e histórias, sempre é possível perceber nessas animações algumas lições de vida para as crianças, adolescente e adultos que assistem. Então vamos lá para as cinco lições que os desenhos modernos nos ensinam.

Continuar lendo

Chimamanda Adichie e a sensibilidade de Hibisco Roxo

Chimamanda04_2

Meu primeiro contato com a escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie foi através de sua palestra The Danger of The Single Story (O Perigo da História Única), e, mais tarde, da palestra We Should All Be Feminists (Todos Nós Deveríamos Ser Feministas), ambas as quais recomendo muito. Desde então, morria de vontade de ler seus livros. O primeiro que eu comprei foi Meio-Sol Amarelo, mas o primeiro a ser lido mesmo foi Hibisco Roxo, seu romance de estreia. E a primeira impressão foi ótima, embora eu já não esperasse outra coisa depois de assistir suas palestras.

Continuar lendo

O Charme da Animação de 101 Dálmatas

Não é novidade que todo mundo que gosta de filme de animação tem pelo menos um filme favorito da Disney. Seja um clássico, como A Branca de Neve, um menos conhecido, como Aristogatas, ou um dos mais recentes, como Frozen: Uma Aventura Congelante, ou até mesmo uma misturinha disso tudo, ele está lá na listinha. No meu caso, meus filmes favoritos são A Bela e A Fera, Mulan e 101 Dálmatas. Os dois primeiros, todo mundo está cansado de assistir e ver aparecendo em tudo quanto é tipo de readaptação. Já o último, e talvez meu favorito entre os três, é menos lembrado.

101 dalmatas

Continuar lendo